SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DE LIMEIRA E REGIÃO

Limeira, Iracemápolis, Cordeirópolis, Nova Odessa e Cosmópolis

(19) 3441-8524/ 3441-1474/ 3441-5228

stial@stial.com.br

09/04/2019

Durante reunião com o prefeito Mário Botion, nesta segunda (8), sindicatos de trabalhadores e patronais de Limeira, com participação da USTL, definiram o dia 17 de abril como o “Dia D” contra a dengue nos locais de trabalho. Nesta data, empresários e empregados se unirão para vistoriar indústrias, comércios, empresas e canteiros de obras, em busca de criadouros do mosquito Aedes aegypti.

“Somos igualmente prejudicados quando a dengue aparece. Este trabalho conjunto é muito importante para evitar o prejuízo mútuo”, apontou o presidente da USTL, Artur Bueno Júnior. Ele lembrou que, em 2015, ano de epidemia em Limeira, a dengue foi a quinta maior responsável pelo afastamento de trabalhadores. “Isto, sem contar as mortes”, analisou.

A reunião sobre o tema foi no gabinete do prefeito, e além de Botion contou com a presença do Diretor de Vigilância em Saúde, Alexandre Ferrari, e da chefe da Divisão de Zoonoses, Pedrina Costa. O prefeito lembrou que o município já contabiliza 115 casos de dengue este ano, muito mais que os 16 casos registrados durante todo o ano de 2018. “Há ainda o risco de contaminação pela dengue tipo 2, o que aumenta nossa responsabilidade”, afirmou.

No dia 17 de abril, a rotina das empresas será interrompida por alguns minutos, para a detecção de pontos de acúmulo de água parada. A prefeitura vai produzir material de divulgação específico para esta ação, que também já havia sido acertada com entidades religiosas do município. A imprensa oficial terá material sobre o tema, bem como os veículos de comunicação da cidade, por meio da publicidade da prefeitura.

A USTL fará a divulgação por meio de suas mídias e redes sociais, com destaque para o programa A Hora do Trabalhador, na Rádio Educadora (AM 1020).

MUNICÍPIO

Sobre o trabalho do município contra a dengue, Alexandre Ferrari lembrou que multas estão sendo aplicadas, bem como a entrada compulsória nas residências que recusam a visita dos agentes. “Mesmo com tantas campanhas, muitos ainda não se conscientizaram sobre os riscos da doença”, informou ele, sobre o comportamento de parte da população.

Botion afirmou que, em 2018, os agentes da Zoonoses visitaram todos os imóveis do município, ao menos 4 vezes cada, para orientar os munícipes. “Se não houver a consciência de que é preciso combater os criadouros em casa e nos locais de trabalho, não adianta nenhuma ação, seja do tradicional fumacê, ou mesmo da multa. Daí a importância da mobilização planejada aqui hoje”, apontou Pedrina Costa.

Todo ano, a USTL participa das campanhas de combate à dengue junto ao município. Em 2015, ano da maior epidemia da história de Limeira, cerca de 200 mil panfletos de conscientização foram impressos e distribuídos, numa ação que ajudou a conter o avanço da doença – responsável por 20 mortes naquele ano. Durante a reunião desta segunda-feira, este envolvimento foi lembrado pelo prefeito.

Participaram do encontro na prefeitura os representantes dos sindicatos da Alimentação, Comerciários, Rodoviários, Joias, Guardas Civis Municipais, Bancários, e os patronais do Comércio e Construção Civil.

Galeria de Imagens


Voltar

Cadastre seu e-mail e saiba das novidades do Sindicato!

Endereço
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Limeira e Região
Rua Siqueira Campos, 96 / Centro / Limeira, SP

Atendimento
(19) 3441-8524/ 3441-1474/ 3441-5228

E-mail
stial@stial.com.br


STIAL © 2019 | Todos os direitos reservados.

ClicInterativa